segunda-feira, maio 27, 2024

Autor de tentativa de feminicídio é preso pela Polícia Civil durante operação “Silent”

Na manhã desta segunda-feira 14 de fevereiro de 2022, foi deflagrada uma operação policial integrada para dar cumprimento a mandado de prisão preventiva por tentativa de feminicídio ocorrido no final do ano de 2021 na cidade de Rurópolis, onde o serviço gerais de nome Olivaldo dos Santos Silva, vulgo “Valdo” tentou matar a pauladas a sua filha de 18 anos.

Segundo informações do delegado de Polícia Civil de Rurópolis, Dr. Ariosnaldo da Silva Vital Filho, que apurou o caso, as agressões físicas e ameaças de morte eram constantes, contudo a vítima permanecia em silêncio até que em setembro de 2021 Olivaldo voltou agredir a sua filha com pedaço de pau desferindo várias pauladas e dizia que iria matá-la, e vendo que ele realmente iria matar Beatriz a pauladas, a mãe da vítima apanhou uma cavadeira e desferiu um golpe que atingiu a testa de Olivaldo, foi quando naquele momento o homem cessou as agressões.

Olivaldo, fugiu pelos fundos do quintal da casa e a vítima de nome Beatriz foi levada ao Hospital local onde foi constatado que ela sofreu diversas fraturas no braço e outras pelo corpo, impossibilitando com que ela realizasse suas atividades rotineiras inclusive, de trabalhar.

A Polícia Civil de Rurópolis representou pela prisão preventiva em desfavor do agressor e o homem passou a ser monitorado até que as investigações o localizaram na cidade de Uruará numa Vicinal do KM 195, Norte, Zona Rural em uma propriedade rural localizada numa região de mata fechada.

Foto: Reprodução/PC

No momento da sua prisão o mesmo não esboçou reação e em ato contínuo, foi dada voz de prisão para o suspeito, e encaminhado até a Delegacia de Polícia Civil de Uruará e apresentado para autoridade policial local.

A operação “Silent” fazendo alusão ao silêncio, este rompido pela denúncia da vítima e atuação enérgica da polícia civil foi considerada satisfatória culminando com a prisão do agressor que será encaminhado por determinação Judicial ao presídio de Itaituba.

A Diligência policial realizada no município de Uruará foi realizada de forma integrada contando com os investigadores Roberto Oliveira, Michel da Silva Sousa e escrivão Gustavo Castro, equipe de policiais civis das 3 unidades, Rurópolis, Placas e Uruará sob a coordenação dos respectivos delegados Ariosnaldo Vital Filho, Domingos Djalma e Gabriel Impeliziere Moura da Silveira, sob a supervisão da Superintendência de polícia civil do Tapajós, sob o comando do delegado Vicente Gomes e do Xingu, sob o comando do delegado Walison Magno Damasceno.

Fonte: Plantão 24horas News

RELACIONADOS

Mais Visualizados