quinta-feira, abril 18, 2024

Número de jovens de até 17 anos que tirou título de eleitor cresce 31% em março, na comparação com fevereiro, diz TRE

A campanha de artistas como a cantora Anitta, que incentiva os jovens de até 17 anos a tirar o título de eleitor, tem surtido efeito: em março, segundo o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) paulista, 45.220 pessoas desta faixa etária se alistaram na Justiça Eleitoral, um aumento de 31,3% na comparação com fevereiro.

Até o fim de fevereiro, eram 144.631 eleitores menores de idade, passando para 189.851 no fim de março.

Jovens que tenham entre 16 anos (completados até a data da eleição, 2 de outubro) e 17 anos podem providenciar o documento para votar ainda neste ano até 4 de maioÉ possível fazer todo o processo pela internet (confira abaixo).

Além da campanha realizada por artistas, a Justiça Eleitoral realizou, entre 14 e 18 de março, a Semana do Jovem Eleitor.

O voto desta faixa etária é facultativo.

Segundo o presidente do TRE-SP, desembargador Paulo Galizia, “as pessoas se interessam por política, discutem fatos políticos nas redes sociais, mas elas não se adequam ao sistema eleitoral, de participação partidária, de engajamento na eleição. Para isso, nós precisamos em primeiro lugar atrair o jovem, mostrar que o caminho, para alguma mudança, está no voto”, afirmou.

No total geral, em março, o estado de São Paulo ganhou 162.807 eleitores aptos a votar nas eleições de outubro, chegando a 32.309.054.

Detalhe da urna eletrônica e a tecla confirma — Foto: Antonio Augusto/Ascom/TSE

Adolescentes de 16 e 17 anos aptos a votar em SP

  • População projetada em 2022: 1.214.261 pessoas de 16 e 17 anos
  • Adolescentes com título em fev/2022: 141.631 pessoas (11,6% do total)
  • Fontes: TRE-SP e IBGE

Prazo final

prazo para regularizar o título eleitoral, ou para solicitar a primeira via do documento a tempo de votar nas Eleições de 2022, se encerra no dia 4 de maio. O procedimento pode ser feito pela internet, por meio do Título Net.

A votação, em primeiro turno, está marcada para 2 de outubro. Já o segundo turno, onde houver, ocorre em 30 de outubro.

“Para evitar contratempos, é importante solicitar a primeira via ou regularizar o título o quanto antes, pois nos últimos dias do prazo a procura pelo serviço é alta”, diz o TSE.

Como fazer?

Todos os serviços oferecidos pela Justiça Eleitoral estão disponíveis por meio do atendimento online. É possível requerer alistamento, revisão, transferência de domicílio, além da regularização da situação eleitoral. Desde o início do ano, 574.930 eleitores efetuaram essas operações por meio do sistema Título Net, sem precisar se deslocar até o cartório eleitoral.

Também é possível consultar multas, emitir guia de pagamento e, caso o título esteja cancelado, requerer a regularização. O eleitor que faltou a até dois turnos consecutivos e não justificou sua ausência poderá votar normalmente, sendo possível consultar sua situação eleitoral online.

Veja vídeo com passo a passo abaixo:

Para tirar o documento pela primeira vez, é necessário que o futuro eleitor informe, na página de requerimento do sistema Título Net, a unidade da federação em que reside. Após esse procedimento, aparecem na tela informações sobre a digitalização dos documentos necessários para a solicitação:

  • uma foto tipo selfie segurando um documento de identificação;
  • comprovante de residência atualizado;
  • certificado de quitação de serviço militar, para homens de 18 a 45 anos.

Na página seguinte, em “Título de Eleitor”, ao solicitar a primeira via, a pessoa precisa marcar a opção “não tenho” para prosseguir com o atendimento. Depois do envio dos dados, os documentos serão analisados pela Justiça Eleitoral. O acompanhamento da solicitação pode ser feito também pelo site.

Os que desejam realizar alguma alteração no cadastro eleitoral, devem conferir a situação junto à Justiça Eleitoral, também pela internet. Em seguida, é preciso acessar o sistema Título-Net, solicitar requerimento para o atendimento desejado e enviar a documentação necessária para regularização.

Eleitores em situação regular podem ter acesso ao documento no aplicativo ‘e-Título’, disponível para sistemas Android e iOS — Foto: Divulgação/TRE

Outra maneira de consultar eventuais pendências junto à Justiça Eleitoral é por meio do aplicativo e-Título. A ferramenta também pode ser utilizada como título eleitoral digital, substituindo o documento em papel no dia das eleições.

Para utilizar, é necessário fazer o download gratuito em telefones celulares ou tablets de qualquer plataforma Android ou iOS.

Com informações G1

RELACIONADOS

Mais Visualizados